meninas éramos

Consigo lembrar ... do sol do tênis amarelo dela
tanto amar-elo que
parecia que tinha luz pisca pisca
me hipnotizava
e eu a seguia
sol-ri-dente e mais dentes

Consigo desenhar
o jeans que fazia a cor azul sempre
presente!

Consigo quase que apertar
aquela franja que abria alas para toda a maciez daquela juba
leoa, mas gosta mesmo do leãozinho de Caetano

Consigo sentir
a pele macia
do tato, do palpar, do carinho, do cafuné que as mãos me mimavam
embalavam como se eu ainda tivesse me alimentando do nosso cordão,
tão umbilical
e estava

Consigo ver 
aquele sorriso que parecia tão mulher
mas hoje
vejo

o quão menina era
o quão meninas éramos


L.L.
993815_768731853220074_3690876588417611593_n

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s