oh!dores

Ela ficava como barata tonta
Passando
Passando
Para lá
Para cá
Entre aquelas cortinas 
Coloridas
De lembrança de casa de bisa
Para lá
Para cá
Ela acredita que tinha cor
Aquele infinito vazio
Preto no branco
Branco no preto
Mas mal sabia ela
Que o preto tão branco
Que branco tão preto
Era mais vibrante que todas as cores
Unas, tão una
Única
Quanto ela
Vazio abarrotado
de cores
oh!dores
Tons de branco
tão negro
tão preto
Tons de preto
tão raro
tão claro

Branca.

L.L.

caca_fonseca

Arte: @cacafonsecarte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s